produtividade-pessoal

5 hábitos para aumentar a tua produtividade pessoal

Conhece 5 hábitos que vão ajudar-te a gerir o teu tempo, foco, energia e melhorar a tua produtividade pessoal. Continua a ler.

A Joana abandonou o seu trabalho a tempo inteiro numa agência de comunicação, para seguir o sonho de ser empreendedora e criar o seu próprio estúdio de design.

Como ainda está a começar, todas as tarefas passam por ela:

  • Reunião com clientes
  • Analisar mercado
  • Fazer telefonemas
  • Apresentar orçamentos
  • Produzir conteúdo para a internet

Uma lista que para ela parece não ter fim.

Como é a primeira vez que está nesta situação, a gestão de tempo está a ser um verdadeiro desafio para ela e nos últimos dias, começou a sentir-se mais cansada, desmotivada e sem foco.

Identificas-te com a história da Joana? Sentes que estás sobrecarregada de tarefas e de trabalho que te levam a bloquear e a procrastinar?

Para aumentar a tua produtividade pessoal é essencial seres capaz de gerir o teu tempo, o teu foco, a tua energia e as tuas emoções.

E se estavas à espera de um sinal, um impulso ou uma boa motivação para finalmente fazer acontecer aqui tens. Continua a ler este artigo, porque vou partilhar contigo alguns hábitos que me ajudaram a aumentar a minha produtividade pessoal. Vamos a isso?

5 hábitos para aumentar a tua produtividade pessoal

1. Identifica o teu ritmo pessoal

Um dos pilares básicos da produtividade pessoal é saber e ficar cada vez mais íntimo de nós mesmos. Eu acredito que não somos todos iguais e que cada pessoa tem o seu próprio ritmo.

O que funciona para ti pode não funcionar para outra pessoa e está tudo bem.

Quanto mais te conheces e entendes quais são os teus ciclos de humor ou quantas horas de sono precisas, também reconheces mais facilmente os teus picos de produtividade e de disposição máxima para fazer acontecer.

Recomendação: Livro ” O Poder do Quando” de Michael Breus.

A chave está no autoconhecimento e na ação. É importante testar diferentes métodos e ferramentas, perceber como te sentes, se te adaptas e se faz sentido para ti.

2. Lista as tuas tarefas e prioriza

“A tua mente é para ter ideias, não para guardá-las.”

David Allen

São tantos os pedidos, as ideias e as necessidades que chegam até ti que em tempo de caos, não existe nada melhor do que listar e organizar essas ideias. Logo que tenhas a lista preenchida, identifica o que é prioritário.

Escreve as três tarefas mais urgentes para cada dia e concentra-te nelas.

Lembra-te: Não queiras realizar mil e uma tarefas ao mesmo tempo. Está comprovado que realizar várias tarefas em simultâneo pode consumir até 40% do tempo de uma pessoa – provocando uma redução significativa nos níveis de produtividade e foco.

Com este hábito vais sentir-te menos ansiosa, vais aumentar a tua produtividade pessoal, gerir melhor o teu tempo e fazer o que precisa de ser feito a cada dia.

Recomendação: Livro “Hábitos Atómicos” de James Clear.

3) Divide o que precisa ser feito em tarefas mais pequenas e aumenta a tua produtividade

Tenta dividir os teus projetos em tarefas mais pequenas. Desde que comecei a aplicar esta prática na minha vida, sinto que se tornou mais simples de entrar em ação e não procrastinar.

Observa o seguinte exemplo:

Imagina que queres lançar um curso online (resultado final).

Só de pensar em tudo o que é necessário desenvolver para um lançamento, podes começar a bloquear e a procrastinar.

O exercício que recomendo que faças é pensar ao contrário. Ou seja, em vez de o foco estar no resultado final – o curso online – pensa em cada “degrau” que precisas de subir para lá chegar.

Neste caso, podias começar por definir o tema do curso (primeiro degrau), depois como será a estrutura (segundo degrau) e assim sucessivamente.

4) Estabelece prazos

Quando defines o tempo para a execução de uma tarefa, tornas o objetivo mais concreto e real.

Ao estabeleceres uma data limite estás também a assumir a responsabilidade e a dar a indicação ao teu cérebro que estás no controlo.

Lembra-te: não adianta nada definir prazos muito apertados ou próximos para diversas tarefas diferentes. O critério deve ser flexível o suficiente, para não se tornar desmotivador.

5) Cuida de ti, dorme bem e descansa

Cuidado com a agenda excessivamente cheia. Não preenchas todos os momentos. Sê consciente e dá espaço e tempo para períodos de descanso e renovação.

Até os melhores atletas fazem isto – então aplica estas boas práticas do desporto de como trabalhar e viver bem, com saúde.

Sabias que dormir bem pode aumentar consideravelmente os teus níveis de produtividade pessoal? Não é só a quantidade de horas dormidas que importa, mas também a qualidade do teu sono.

Começa já a gerir melhor o teu tempo e a aumentar a tua produtividade pessoal:

  • Descobre quais são os períodos de tempo em que te sentes melhor e capaz de ser mais produtiva
  • Escreve todas as tarefas que tens em mente para uma folha ou para uma aplicação de gestão de tarefas como Notion, Trello ou Todoist
  • Prioriza as tarefas que têm data de entrega
  • Estabelece para cada dia as três tarefas mais urgentes
  • Encontra o equilíbro: define tempo real para realizar tarefas, mas também para descansar
  • Define prazos de entrega reais
  • Cuida da tua saúde física e mental
  • Dorme bem e descansa

É fácil cair na tentação de ficar viciada em estar “super ocupada”, ou de tentar realizar tudo ao mesmo tempo.

Não importa o quão produtiva sejas, haverá sempre oportunidade para melhorar e por isso, o primeiro passo, é ser uma pessoa com força de vontade, orientada para resultados e que mantém o foco.

Espero que estes passos simples te ajudem a produzir mais diariamente.

Não sejas rígida contigo, pensa na tua produtividade com leveza e partilha comigo quais são os teus hábitos.

O que fazes diariamente para aumentar a tua produtividade pessoal?

Adriana Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.