Instagram: Devo separar o meu perfil profissional, do meu perfil pessoal?

Instagram: Devo separar o meu perfil profissional, do meu perfil pessoal?

Deixa-me adivinhar: Queres começar a divulgar a tua marca no Instagram, mas tens dúvidas se deves ou não separar o teu perfil profissional, do teu perfil pessoal. Acertei?

A decisão por optar em separar ou não o teu perfil no Instagram, vai depender muito das tuas intenções. Não é uma fórmula, porque cada caso é um caso.

Esta é uma dúvida muito frequente dos profissionais que me procuram e por isso, resolvi partilhar contigo algumas reflexões que te podem ajudar a tomar uma decisão, conforme as questões que podem surgir e os objetivos que pretendes atingir.

Pessoal x Profissional

No estudo da gestão da tua marca pessoal – Branding Pessoal – não existe uma separação entre o EU Pessoal e o EU Profissional. Na essência, simplesmente ÉS a mesma pessoa que transita entre diferentes ambientes e contextos.

O que existe é a tua adaptação a esses espaços. Seja na forma como te comportas, comunicas ou até como te vestes. Mas, continuas a ser a mesma pessoa.

E quanto mais coerente a gestão da tua marca pessoal é nos diferentes contextos, na forma como ages e comunicas, mais confiança consegues gerar.

“Mas, eu não gosto de expor a minha vida pessoal.”

Tu não precisas de expor tudo o que acontece na tua vida pessoal no Instagram, se não fizer sentido para ti.

Mesmo que optes por ter, por exemplo, os dois tipos de perfis, não recomendo desconectar completamente um perfil do outro. Porque pessoas conectam com pessoas.

Acredito sim que é possível expor um pouco de quem somos, para gerar conexão com o nosso público, sem nos sentirmos desconfortáveis. No teu ritmo, na dose certa e que faz sentido para ti.

“Tenho dois serviços e propostas de valor para públicos diferentes.”

O que é confuso para a tua audiência, pode ser ignorado. Neste caso, é importante analisar quais são os teus objetivos e avaliar o público do teu perfil.

Se queres desenvolver dois negócios de mercados diferentes, pode fazer sentido ter perfis segmentados. Porque desta forma, consegues criar conteúdo mais específico e atrair o teu cliente ideal. Ainda assim, isto não impede que partilhes um pouco mais sobre ti, os teus valores e personalidade.

Instagram: Devo separar o meu perfil profissional, do meu perfil pessoal?

“Não tenho muito tempo para publicar.”

Neste caso, o ideal será mesmo optar por ter um perfil único. Se já é um desafio ter disciplina e cumprir com a calendarização para apenas um perfil, imagina ter esse trabalho a duplicar. Deves avaliar e ponderar se tens tempo e dinheiro disponível para investir no desenvolvimento e crescimento de dois perfis.

“Se decidir manter o meu perfil pessoal, devo apagar todas as fotos ou começo a publicar novos conteúdos?”

A minha resposta para esta dúvida é: depende.

Analisa comigo: Os conteúdos que publicaste no teu perfil do Instagram até agora, ajudam-te a atingir os objetivos que queres transmitir, ou prejudicam-te? A mensagem é coerente? O que sentes em relação a isso?

Atualmente, o Instagram tem também a opção “Arquivar” e por isso, é garantido que não precisas de apagar de forma permanente os conteúdos. Se sentes que as publicações já não te representam ou não transmitem a tua nova mensagem, podes sempre “ocultar do feed” e arquivar.

Resumindo:

Sinto que o maior desafio dos profissionais é entender que, mesmo que a decisão seja ter perfis separados, o conteúdo pessoal continua a ser muito importante e essencial para gerar confiança, conexão e consequentemente, resultados rentáveis e positivos.

No meu caso, sempre optei por ter apenas um perfil, onde partilho conteúdos sobre a minha vida profissional (talvez entre 50% a 70% do meu conteúdo) mas, sempre com uma dose extra da minha vida pessoal (restante %).

Não quero dizer que o que eu faço é a melhor fórmula, mas sim é o que gera resultados e o que funciona melhor para mim.

E é aqui que entra a importância do autoconhecimento:

  • Quais são os teus objetivos?
  • O que desejas transmitir?
  • O que se adapta ao teu contexto e à tua rotina?
  • Como te sentes mais confortável?
  • Que resultados queres atingir?

Adicionalmente, se sentes que precisas de apoio personalizado para ter mais clareza e alinhamento, os meus serviços podem ser exatamente o que precisas.

Espero que este conteúdo tenha feito sentido para ti. Se tens alguma questão adicional, que não foi respondida neste artigo, envia-me a tua pergunta através dos comentários e eu tentarei responder o mais breve possível.

Adriana Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.